top of page

Mindfulness e o Silêncio


Geralmente estamos absorvendo um fluxo constante de ruídos e informações o dia inteiro. Os sons, que chegam sem a nossa escolha e, também, os que provocamos ligando algum dispositivo, propagandas, telefone tocando, mensagens de texto, redes sociais, as telas de computadores, os cartazes, os folhetos, além de vários outros artifícios que nos apresentam palavras e sons; todos buscando capturar nossa atenção.


Quando não estamos “conectados” nestas distrações externas podemos notar o quanto nossas mentes podem estar ocupadas por um fluxo constante de pensamentos - nosso barulho interno, e muitas vezes queremos evitar esse contato.


Na prática de mindfulness somos convidados a entrar em contato com nosso espaço interno onde podemos reconhecer e fazer amizade com o que vai surgindo na experiência. Simplesmente parar e notar, dando permissão para que tudo seja exatamente como é.


Observamos, profundamente, como estamos, o que sentimos e como estamos nos relacionando na experiência. Percebemos nossos padrões condicionados de respostas, nossas preferências e julgamentos e a tendência de rejeitar o que não nos agrada. Ter a consciência aberta dos nossos processos internos pode ser transformador pois somente à partir deste lugar que poderemos buscar e desenvolver outras formas de resposta, de estarmos tranquilos em nós mesmos, habitando com coragem nosso ser, com as qualidades, vulnerabilidades e imperfeições.


É exatamente neste espaço interno que encontramos o silêncio, que nos permite interagir em profundidade com todos os nossos sentidos, de perceber o mundo com perspectiva, de sentir a vida em plenitude, de encontrarmos a paz e a verdadeira felicidade.


Então, na correria do dia a dia, é importante incluirmos na agenda possibilidades da prática silenciosa, de olhar para dentro de nós mesmos com esse refinamento de atenção, com cuidado, gentileza, generosidade; cultivando a paciência no percurso da aprendizagem que estamos trilhando no caminho do autoconhecimento.


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Hozzászólások


bottom of page